Anos 80 e 90

recordar, apreciar, saborear os 80s e 90s

Sítio do Picapau Amarelo

Sem dúvida uma das melhores séries infantis brasileiras de sempre e que já se tornou um clássico!

O cenário principal é um sítio ou quinta, batizado com o nome de Picapau Amarelo, de onde vem o título da série, onde mora a sábia Dona Benta, uma velha de mais de sessenta anos que vive em companhia de sua neta Lúcia, ou Narizinho como todos dizem e a empregada Tia Nastácia. Narizinho tem como amiga inseparável uma boneca de pano velho chamada Emília, feita por Tia Nastácia. Num dos capítulos iniciais, Emília a boneca de trapos de Narizinho, começa a falar graças à pílula falante do Doutor Caramujo, um médico afamado do Reino das águas Claras, um palácio que fica no fundo do ribeirão do sítio.

Durante as férias escolares, Pedrinho, primo de Narizinho, passa uma temporada de aventuras no Sítio. Juntos,  desfrutam de aventuras explorando fantasia, descoberta e aprendizagem. Em várias ocasiões, deixam o sítio para explorar o mundo subaquático conhecido como Reino das Águas Claras, e o espaço exterior.

Aqui fica para recordar e divertir!

 

 

Amoreiras 360º Panoramic View

A partir de 29/Abril, vai ser possível ver Lisboa de um dos pontos mais altos da cidade! No Centro Comercial Amoreiras (piso 2), um shopping inaugurado nos Anos 80 e que continua em grande! 🙂

O Amoreiras 360° Panoramic View fica a 174m de altura do nível do mar. É um miradouro com uma panorâmica de 360 graus de Lisboa, avistando-se todas as perspectivas da cidade: colinas, casario, rio Tejo, o castelo e vários monumentos.

Nos dias 29/Abril, 30/Abril e 1 de Maio a entrada é gratuita!

Mais informações, preços, horários e onde comprar bilhetes: http://www.amoreiras360view.com/pt/

 

Sombrinhas

As Sombrinhas de Chocolate acompanharam a pequenada nas décadas de 70 e 80, e encontravam-se facilmente em todos os cafés e mercearias.

Era um produto simples, tinha 15 x 3 cm e apenas 18 g de chocolate de leite  que cativava os miúdos por ter a forma de um guarda chuva fechado e com um cabo também igual ao de um guarda chuva.

Sombrinhas de chocolate
Vinham embrulhados em diversas cores diferentes, tal como os cabos, e era sempre algo que nos mantinha satisfeitos durante algum tempo, primeiro a comer o chocolate e depois a brincar com o pauzinho de plástico da sombrinha.

E para quem estiver a salivar, há boas notícias: ainda existem no mercado e têm bastante saída!

Os Goonies

Os Goonies é um filme de 1985, produzido por Steven Spielberg, escrito por ele e Chris Columbus, e dirigido por Richard Donner. Na época, teve um extremo sucesso.

A história dos Goonies é bastante interessante e envolta em mistério e aventuras: após encontrar um mapa do tesouro no sótão de sua casa, Mickey, Brand, Bocão (Mouth), Dado (Data) e Gordo (Chunk) partem em busca do tesouro de Will Zarolho. Juntam-se a eles nessa aventura Andy e Stef mas, além das armadilhas deixadas por Willy Zarolho por entre as cavernas e trilhas subterrâneas, os garotos terão de enfrentar também uma família de bandidos italianos, Os Fratelli. Para salvá-los resta somente o valente, terrivelmente desfigurado e destemido Sloth:

A banda sonora enérgica e divertida dos Goonies pertence a Cindy Lauper, excêntrica na personalidade e na voz, ora ouçam:

https://www.youtube.com/watch?v=LxLhytQ67fs

 

 

Karma

Resultado de imagem para culture club - karma chameleon

Os Culture Club foram das primeiras banda a perceberem que o Karma é algo de respeito. Vai daí e juntaram um camaleão ao karma e ficou para a posteridade a canção “Karma Chameleon”.  Não sabemos se a parte do camaleão é uma metáfora que reflecte a própria pessoa do icónico Boy George, ou se se refere a algo que nunca ninguém entendeu… só ele, claro!

Mas porque o karma é tramado, o melhor é ouvir e recordar! Aqui fica “Karma Chameleon” com a sonoridade tipicamente deliciosa dos anos 80:

https://www.youtube.com/watch?v=JmcA9LIIXWw&list=PLCqukCFvcNBKN4okn9OFCQZvkFdbki2vH

Blue Monday, dos New Order

Blue Monday foi um single pop lançado em 1983, pelos New Order. Teve outras reedições posteriores em 1988 e 1995.

Um clássico das pistas de dança! 🙂

Chegou aos Top 10 britânico e americano, entre outros países.

A capa original do disco, em 1983, foi desenhada à imagem de uma disquete de 5¼”, não tendo nenhum título na capa.

 

Paradise City, dos Guns’n’Roses

Paradise City foi um dos grandes êxitos do álbum de estreia dos Guns’n’Roses, “Appetite for Destruction” (1987).

A música, que foi editada em single e atingiu o Top 10 norte-americano, foi composta numa carrinha, quando os Guns voltavam de um concerto em São Francisco. É a música preferida de Slash, no reportório dos Guns’n’Roses.

 

Letra de Paradise City:

Letra em inglês Letra em português
Paradise City

[Chorus 2x:]
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Oh, won’t you please take me home

Just a’ urchin livin’ under the street
I’m a hard case that’s tough to beat
I’m your charity case
So buy me somethin’ to eat
I’ll pay you at another time
Take it to the end of the line

Ragz to richez or so they say
Ya gotta-keep pushin’ for the fortune and fame
It’s all a gamble
When it’s just a game
You treat it like a capital crime
Everybody’s doin’ their time

[Chorus:]
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Oh, won’t you please take me home
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Take me home

Strapped in the chair of the city’s gas chamber
Why I’m here I can’t quite remember
The surgeon general says it’s hazardous to breathe
I’d have another cigarette, but I can’t see
Tell me who you’re gonna believe

[Chorus:]
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Take me home
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Oh, won’t you please take me home

So far away [4x]

Captain America’s been torn apart
Now he’s a court jester with a broken heart
He said—
Turn me around and take me back to the start
I must be losin’ my mind—”Are you blind?”
I’ve seen it all a million times

[Chorus 2x:]
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Take me home
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Oh, won’t you please take me home

Home [2x]
I wanna go [2x]
Oh won’t you please take me home.
I wanna see,
Oh won’t you please take me home.

[Chorus:]
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Take me home
Take me down
To the paradise city
Where the grass is green
And the girls are pretty
Oh, won’t you please take me home

Cidade do Paraíso

[Coro 2x:]
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Oh, por favor leva-me para casa

Sou um puto a viver nas ruas
Sou um caso difícil, difícil de bater
Sou o teu caso de caridade
Portanto compra-me algo para comer
Eu pago-te em outro dia
Vai para o final da fila

Dos trapos à riqueza ou assim dizem eles
Há que continuar a lutar por fortuna e fama
É tudo um uma questão de sorte
Quando é apenas um jogo
E se trata como um crime capital
Todos estão a cumprir a sua pena

[Coro:]
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Oh, por favor leva-me para casa
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Leva-me para casa

Atado à cadeira da câmara de gás da cidade
Porque estou aqui não consigo lembrar-me
O cirurgião-geral diz que é mau de se respirar
Até fumava outro cigarro, mas não consigo ver
Diz-me em quem vais acreditar

[Coro:]
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Leva-me para casa
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Oh, por favor leva-me para casa

Tão longe [4x]

O Capitão América foi despedaçado
Agora é apenas mais um bobo da corte com o coração partido
Ele disse—
Faz-me dar a volta e leva-me de volta ao início
Devo estar a perder a cabeça—”Estás cego?”
Já vi tudo isto um milhão de vezes

[Coro 2x:]
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Leva-me para casa
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Oh, por favor leva-me para casa

Para casa [2x]
Eu quero ir [2x]
Oh, por favor leva-me para casa
Eu quero ver,
Oh, por favor leva-me para casa

[Coro:]
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Leva-me para casa
Leva-me até
À cidade do paraíso
Onde a relva é verde
E as raparigas são bonitas
Oh, por favor leva-me para casa

Bonecas de Papel

A Boneca de papel é um tipo de brinquedo infantil no qual figuras de papel são recortadas, com roupas e acessórios cortados separadamente. Têm sido uma alternativa de brinquedo de baixo custo por cerca de dois séculos. Durante os anos 80 ganharam maior espaço entre as crianças em forma de personagens coleccionáveis, vendidos em bancas de jornal e papelarias.

Hoje em dia existem bonecas de papel para todos os gostos, incluíndo bonecas de papel de figuras públicas bem como de personagens dos filmes:

Mas as mais fofinhas e coloridas continuam a ser as vintage onde podemos encontrar, cheias de cor e acessórios muito cool, meninos e principalmente meninas com um guarda roupa diverso, colorido e onde não faltam trajes tradicionais!

É só verificarem em numa pesquisa do google por “bonecas de papel”.

 

Pintarolas

Resultado de imagem para pintarolas

As Pintarolas já não são crianças; têm 32 anos, são comercializadas numa embalagem em forma de tubo que contém pastilhas de chocolate que pintam a língua. Chamam-se Pintarolas e há décadas que são uma das guloseimas mais apetecidas e carismáticas. Fabricadas pela Imperial, são usadas até como cobertura de bolos. A última novidade? Chegaram à China. Uma doçura para qualquer palato!

pintarolas

Cinepop em Lisboa – cinema dos 70, 80 e 90

O Cinepop é uma nova iniciativa de cinema de qualidade: no Fórum Lisboa (Av de Roma), pode-se agora ver filmes icónicos dos anos 70, 80 e 90, aos fins-de-semana!
O padrinho é Nuno Markl, que apresenta os filmes. Começa já a 3 de Abril (16h) com “O Padrinho”!

Programação inicial: aqui.

« Older posts

© 2016 Anos 80 e 90

Theme by Anders NorenUp ↑